Nossa História

AMAT – ASSOCIAÇÃO MINEIRA DOS ADVOGADOS TRABALHISTAS
 
A ASSOCIAÇÃO MINEIRA DOS ADVOGADOS TRABALHISTAS foi idealizada pelo Advogado Trabalhista Ercílio Guimarães no ano de 1969. Numa manhã de um sábado chuvoso do mês de abril de 1970 o advogado José Moamedes da Costa formalizou o Estatuto em seu escritório, então localizado na rua dos Caetés em Belo Horizonte, estando presentes os advogados Ercílio Guimarães e o então estagiário Aureslindo Silvestre de Oliveira.
 
Na data de 1º de maio do mesmo ano foi providenciado o seu Registro perante o Cartório de Registro de Títulos e Documentos, concretizando o sonho de Ercílio Guimarães ao oficializar a Entidade que nasceu com 37 associados.
 
Em eleição realizada em sala cedida pela Direção do Tribunal do Trabalho da 03ª Região, então na rua Curitiba, no 2º andar, foi eleito Ercílio Guimarães como o 1º Presidente, o que se manteve até o mês de maio do ano de 1974.
 
Em maio de 1977, foi eleito o 2º presidente, Aureslindo Silvestre de Oliveira, que reeleito passou a Presidência a José Moamedes da Costa no mês de maio do ano de 1987. Nesta eleição houve o comparecimento as urnas de 478 associados de um quadro de quase 800.
 
O 2 º presidente e o 3º promoveram a instalação da AMAT de Delegacias da AMAT nas cidades de Juiz de Fora, Uberlândia, Uberaba, Governador Valadares, Itabirito, Coronel Fabriciano, Divinópolis, Unaí entre outras e indicaram representantes em cerca de outras 20 cidades, que veriam a ser Delegacias da AMAT.
 
No período de 1977 a 1991, a AMAT promoveu seminários, congressos não somente em Belo Horizonte mas também em todas as Delegacias instaladas. Em Governador Valares, o congresso teve a inscrição de 602 operadores de direito, entre advogados, estagiários, juízes e público geral.
 
No congresso realizado na cidade de Juiz de Fora a AMAT foi honrada com a presença de cerca de 250 advogados, participantes, do então Presidente da OAB/MG Aristóteles Ateniense, do Senador Bernardo Cabral, juízes e promotores da Região da Zona da Mata.
 
Todos os juízes (hoje desembargadores) do Tribunal Regional do Trabalho e seus Presidentes, bem como os da 1ª Instância sempre apoiaram a AMAT, tendo sido cedida sala do 2º andar para a SEDE da AMAT na rua Curitiba, com mesa para as reuniões do Conselho, então composto de 11 titulares e 9 suplentes, bem como toda estrutura funcional, inclusive, telefone, etc.
 
Entre outras altas autoridades que prestigiaram a AMAT nos congresso e seminários realizados entre 1970 e 1980, Ministro Carlos Coqueijo Costa, Russomano, Ministro Washington Trindade, Barata e Silva, Martins Catarino, Senador Nelson Carneiro, Maurício Correia, Josafá Marinho, Waster Chaves, Luiz Carlos da Cunha Avelar, Alfio Amaury dos Santos, Luiz Felipe Vieira de Melo, todos os Presidentes do TRT/MG.
 
O Presidente José Moamedes da Costa foi substituído por Lúcio Ribeiro de Almeida, que ficou no cargo por dois anos.A seguir ocupou a presidência da AMAT Antônio Jamin, seguido por Caio Felipe de Melo que ficou por um pequeno período, sendo substituído pelo vice , Fernando José de Oliveira, que fechou o mandato em nova eleição foi eleito presidente por mais 3 (três) anos. Nesta gestão foi instalada a AMAT na cidade de Unaí quando da realização do 1º Congresso de Direito do Trabalho do Noroeste do Estado de Minas Gerais, que contou com a presença do então presidente da OAB/MG Raimundo Cândido e de Jacob Máximo.
 
Dr. Fernando José de Oliveira, no final de seu mandato, renunciou e a presidência passou para o vice, Joel Rezende Júnior, que promoveu em Minas Gerais pela primeira vez o Congresso Nacional de Advogados Trabalhistas em conjunto com a ABRAT – Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas.
 
Reeleito, Joel Rezende Júnior, ficou na presidência até nova eleição, quando em 2005 tomou posse João Carlos Amorim, que em conjunto com a Secretária Isabel das Graças Dorado, Fernando José de Oliveira, Aureslindo Silvestre Oliveira, Afonso Celso Raso e Antonio Fabrício Matos Gonçalves, iniciou um trabalho de reestruturação da AMAT, reerguendo a AMAT ao organizar mais 01 (um) CONAT juntamente com a ABRAT, no Hotel Mercure, onde participaram mais de 1.400 congressistas.
 
Em dezembro de 2010 toma posse como presidente Isabel das Graças Dorado, que reeleita encontra-se na presidente para o mandato até 30 novembro de 2016. Em 2014, novamente a AMAT traz para Belo Horizonte o CONAT, com a participação expressiva de mais de 2.000 congressistas no Minas Centro. Em 2015 no CONAT em Campo Grande/MS, a delegação mineira ganhou premio por maioria de integrantes, o que já havia ocorrido em outros CONATs.